O que é a Meditação?

meditação  é uma técnica ancestral de autoconhecimento que permite o treino da atenção plena para levar o momento presente à consciência. Tem sido associado a um maior bem-estar físico, mental e emocional. 

Com esta prática desenvolvemos competências emocionais e sociais (Aprendizagem socioemocional): uma maior consciência do eu (autoconsciência e autogestão), dos outros (gestão dos relacionamentos) e do mundo (consciência social e tomada de decisão responsável em situações sociais).

 

Perceber as nossas emoções

A atenção e a perceção das nossas emoções é uma habilidade emocional que nos habilita para análise do nosso mundo afetivo, isto é, para identificar as nossas emoções com precisão para, posteriormente, sermos capazes de lhes atribuir um nome e de encontrar uma forma adequada de as exprimir. 

As pessoas apresentam diferentes níveis de consciência acerca das emoções e, por vezes, sentem alguma dificuldade em identificá-las, assim como em perceber a intensidade dos seus sentimentos e em distinguir claramente sensações de emoções. 

Para uma boa regulação da vida afetiva é importante perceber o que estamos a sentir a cada momento:

  • O que são sensações?
  • Como definir a emoção?
  • Sentimentos são diferentes de emoções?
  • E o estado de humor?

 

A Meditação ao longo do tempo

Tal como já foi referido, a meditação teve origem em filosofias espirituais do oriente, mas especialmente a partir da décade de 60 começaram a ser trazidas para o ocidente. Para além de um maior número de praticantes, o interesse científico também cresceu. Desde então, uma das áreas de maior interface com a meditação é a psicologia.

Mais recentemente a meditação tem sido bastante pesquisada e empregada na linha da psicologia cognitivo-comportamental (terceira geração que combinam técnicas cognitiva comportamentais com o mindfulness e a aceitação), como a redução de stress e ansiedade. A meditação, assim como a psicologia cognitiva caracteriza-se pelo facto de que a interpretação das situações é mais importante do que os factos em si. Por esta forma, a meditação e a prática meditativa tem sido descrita como um treino da mente.  

De acordo com a literatura científica, a prática meditativa tipo “concentração” permite treinar a atenção sobre um único foco, como o da respiração, a contagem sincronizada à respiração, um mantra ou algum som, entre outros. Sempre que tiver uma distração, o praticante deve simplemente retornar a atenção ao foco. Quer experimentar uma meditação guiada do tipo concentração? Clique no Play para ouvir a Meditação que temos para si. Aproveite!

 

Meditação 1 introdução – dissolver tensões